Ir para o conteúdo
ou

Tela cheia

Engenharia de Software

6 de Agosto de 2013, 3:00 , por Administrador - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 34877 vezes
Licenciado sob CC (by)

Informações Gerais:

  • Habilitação: Bacharelado em Engenharia de Software
  • Créditos mínimos para formatura: 232 créditos (Disciplinas e Estágio Supervisionado)
    • Estágio Supervisionário como disciplina aprovado de acordo com a ata da  quinquagésima reunião do conselho da FGA, realizado no dia 06 de maio de 2013.
  • Duração: 5 Anos
  • Unidade Acadêmica: Faculdade UnB Gama
  • Turno: Diurno
  • Numero de semestre: 9 (mínimo) / 16 (máximo). Recomendado: 10

O que é o curso

A Engenharia de Software é a integração dos princípios da Matemática e Ciência da Computação com as práticas da Engenharia, com objetivo de desenvolver modelos sistemáticos e técnicas confiáveis para a produção de software de alta qualidade.

A formação em Engenharia de Software contempla fundamentos da Computação: que apoiam o projeto e construção de produtos de software; Fundamentos de Engenharia e Matemática; de funções a estruturas algébricas, de métodos empíricos e técnicas experimentais a engenharia econômica e gestão da produção (desde planejamento a execução e controle); Modelagem e análise de software: de fundamentos de modelagem a elicitação, análise, especificação e validação de requisitos; Projeto de software: de conceitos, a arquitetura, interface humano-computador, projeto detalhado, ferramentas e avaliação; Verificação e validação de software: de fundamentos de revisão e revisões, testes, análise e reporte de problemas; Evolução/manutenção: de processos a atividades de evolução/manutenção de software; Processos de software: de conceitos e cultura a padrões, processos e garantias de produto e processo de software; Gerenciamento de software: de conceitos de gerenciamento, planejamento, organização e controle de projeto a gerenciamento da configuração do software; Práticas profissionais: dinâmica de grupo, psicologia a competências conversacionais e profissionalismo.

Perfil Profissional

O nosso Engenheiro de Software terá perfil generalista em software, sendo capaz de definir e aplicar uma abordagem sistemática, disciplinada e quantificável para a definição, desenvolvimento e manutenção de software, alinhado a legislação vigente e com uma visão humanística crítica sobre o impacto de sua atuação profissional na sociedade.

O Engenheiro de Software deverá estar capacitado para conviver num contexto de mudanças sociais, tecnológicas e econômicas cada vez mais rápidas. Logo, busca-se também formar engenheiros para ocupar posições de destaque nesse cenário, com capacidade para trabalhar em equipes multidisciplinares, com base científica e de comunicação; motivado para capacitação e para a concepção de inovações; habilitado a projetar e gerir intervenções tecnológicas e empreendimentos; orientado para atuar como transformador social, visando o bem estar social e avaliando eticamente os impactos sociais e ambientais de suas intervenções.

Mercado de Trabalho

O Engenheiro de Software se insere no mercado de empresas do setor privado, de instituições e órgãos da Administração Pública Direta, Indireta ou Entes Sociais Autônomos; Instituições de Pesquisa e desenvolvimento de soluções de engenharia de software.

Área de Atuação

O Engenheiro de Software atua no projeto, desenvolvimento, implantação e evolução de softwares complexos e seguros, tolerantes a falhas e com usabilidade e acessibilidade. Em sua atuação, ele desenha, especifica, programa e experimenta soluções que atendam às necessiades do mercado, da sociedade, das organizações e dos indivíduos, de acordo com suas capacidades e limitações, considerando os impactos organizacionais, técnicos, sociais e emotivos.

Exemplos de Atuação

  • Desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis (tablets e smartphones);
  • Desenvolvimento e manutenção de software para as diversas áreas de conhecimento, podendo atuar em todas as atividades do ciclo de produção de um software;
  • Projeto de softwares críticos e tolerantes a falhas (sistemas bancários, softwares embarcados em sistemas aeroespaciais, sistemas médicos, biométricos, sistemas de informação [financeiros, recursos humanos, entre outros] e soluções / sistemas web [e-commerce, redes sociais, etc.]);
  • Projeto e desenvolvimento de jogos eletrônicos e softwares educacionais.

Visão dos Alunos e Ex-alunos

 

Guia do Estudante

Guia do Estudante, editora Abril, 2015.


Categorias

Engenharia de Software