Ir para o conteúdo
ou


 
 

Tela cheia

Apresentação

26 de Maio de 2014, 15:49 , por Eduardo Vital Alencar Cunha - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1365 vezes

O Laboratório Avançado de Produção, Pesquisa & Inovação em Software (LAPPIS), localizado na Faculdade UnB Gama (FGA) foi criado em 2012 e foi concebido para atuar em áreas tecnológicas associadas à produção de software objetivando oportunidades de pesquisas teóricas e aplicadas. Em que pese sua recente criação, o laboratório possui cooperações em andamento e concluídas com segmentos da Administração Pública e Iniciativa Privada. Cabe ressaltar projetos já realizados com a Presidência República em parceria com o Serpro, Positivo Informática S/A, Toledo do Brasil S/A, além da colaboração na evolução de diversas ferramentas de software livre, no contexto do desenvolvimento da plataforma do novo Portal do Software Público Brasileira com o Ministério do Planejamento.

O LAPPIS adota como estratégia pedagógica a integração dos alunos em projetos de software livre de forma que o desenvolvimento de software seja associado a atividades de formação de futuros Engenheiros de Software. O laboratório segue uma metodologia baseada no uso de Software Livre, Métodos Ágeis e DevOps com o foco em entrega contínua de funcionalidades e trabalho colaborativo centrado nas pessoas. Este processo é essencial para a filosofia pedagógica adotada no laboratório de aproximar os alunos a ambientes de produção de software reais com tecnologias inovadoras, sob orientação de professores e especialistas.

 

O LAPPIS  possui uma atuação de destaque em vários projetos de Software Público e participação digital e foi parceiro do governo federal em iniciativas como o Portal do Software Público, Participa.br, Aplicativo da Conferência da Juventude e Dialoga Brasil.

Durante estas colaborações, o laboratório desenvolveu uma metodologia de trabalho que alia pesquisa em metodologias de ensino e desenvolvimento de software com com a atuação concreta em projetos de Software Livre na forma de pesquisa-ação. Dessa forma o laboratório se credencia como um ator estratégico para lidar com temas de participação social digital e governança digital participativa na construção de novas tecnologias e inovações em democracia virtual.

 

É importante ressaltar que o LAPPIS adota uma abordagem de Pesquisa-Ação em engenharia de software onde é necessário partir de soluções concretas de produtos software para que seja possível estudar os processos de desenvolvimento e os produtos de software obtidos. Configura-se uma abordagem necessariamente mista entre pesquisa e inovação. Desta forma, busca-se atender tanto às diretrizes para projetos de pesquisa na Universidade de Brasília quanto às diretrizes para projetos de inovação estabelecidas pelo Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (CDT) que atua como o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) da universidade.

 

O LAPPIS tem como objetivo contribuir com o desenvolvimento de projetos de software ao passo que complementamos a formação de Engenheiros de Software (capazes de lidar com problemas ao pensar em soluções computacionais e implamentá-las efetivamente), por meio de Métodos Ágeis, Software
Livre, Segurança e Trabalho colaborativo centrado nas pessoas.

Com isso, oferece aos alunos de graduação em Engenharia de Software a oportunidade de aplicar os conceitos e as tecnologias em um ambiente produção de software real, sob orientação de professores especialistas nas áreas dos projetos do laboratório.

 

Nossos Valores

Os valores adotados pelo Lappis são os mesmos princípios da metodologia ágil de desenvolvimento de software. Essa metodologia veio com uma nova abordagem ao priorizar mais certos aspectos sobre outros que a priori eram os mais importantes no desenvolvimento de um produto. São eles:

  • Nossa maior prioridade é satisfazer o cliente, através da entrega adiantada e contínua de software de valor.
  • Aceitar mudanças de requisitos, mesmo no fim do desenvolvimento. Processos ágeis se adequam a mudanças, para que o cliente possa tirar vantagens competitivas.
  • Entregar software funcionando com frequência, na escala de semanas até meses, com preferência aos períodos mais curtos.
  • Pessoas relacionadas à negócios e desenvolvedores devem trabalhar em conjunto e diariamente, durante todo o curso do projeto.
  • Construir projetos ao redor de indivíduos motivados. Dando a eles o ambiente e suporte necessário, e confiar que farão seu trabalho.
  • O Método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para, e por dentro de um time de desenvolvimento, é através de uma conversa cara a cara.
  • Software funcional é a medida primária de progresso.
  • Processos ágeis promovem um ambiente sustentável. Os patrocinadores, desenvolvedores e usuários, devem ser capazes de manter indefinidamente, passos constantes.
  • Contínua atenção à excelência técnica e bom design, aumenta a agilidade.
  • Simplicidade: a arte de maximizar a quantidade de trabalho que não precisou ser feito.
  • As melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de times auto-organizáveis.
  • Em intervalos regulares, o time reflete em como ficar mais efetivo, então, se ajustam e otimizam seu comportamento de acordo.